Rede Rio Negro realiza segunda edição do seminário Visões do Rio Negro

set 9 2015

Entre 25 e 27 de agosto, cerca de 110 pessoas de 40 organizações participaram do II Seminário Visões do Rio Negro em Manaus. O evento foi organizado pela Rede Rio Negro com apoio da Fundação Rainforest da Noruega e da Fundação Moore
Versão para impressão

Durante os três dias do evento 30 palestrantes participaram de mesas-redondas e conferências abordando temas como a inadequação das políticas sociais às comunidades indígenas do Rio Negro, criação e reconhecimento de áreas protegidas, turismo, alternativas econômicas, patrimônios do Rio Negro, como o Sistema Agrícola Tradicional e práticas sustentáveis de manejo baseadas no conhecimento tradicional.

Duas conferências tiveram destaque no evento. No primeiro dia, a antropóloga e professora Manuela Carneiro da Cunha, titular aposentada da USP e da Universidade de Chicago e integrante do Painel Intergovernamental sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos – (Ipbes) abordou o tema “Conhecimentos Interculturais no contexto do Ipbes”. No segundo dia, Michael Goulding, um dos maiores especialistas em rios da Amazônia e sua biodiversidade, e atual coordenador da iniciativa Águas Amazônicas da Wildlife Conservation Society (WCS), fez uma conferência intitulada “O Rio Negro e a Amazônia”.

Veja em anexo a Carta da Rede Rio Negro e saiba mais em: http://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/rede-rio-ne...

AnexoTamanho
Carta de Princípios da Rede Rio Negro 2015.pdf189.48 KB