Boa prática e iniciativa promissoras

Intercâmbio discute novas formas de valorizar o Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro

abr 14 2015

De 24 a 26 de março, agricultores e lideranças indígenas do Médio Rio Negro, gerentes das Casas da Pimenta Baniwa e representantes da Organização Indígena da Bacia do Içana-(Oibi), reuniram-se na comunidade do Yamado e na sede do ISA em São Gabriel da Cachoeira (AM). Na pauta, novas formas de valorização econômica do Sistema Agrícola Tradicional do Rio Negro, patrimônio cultural brasileiro.

Foirn e ISA realizam curso de história do Rio Negro e formação de lideranças

out 31 2013

Cerca de 50 pessoas das etnias Baré, Tukano, Tariano, Desana, Arapaso, Baniwa e Paumari, entre as quais 15 inscritos para o curso de Formação para Lideranças Indígenas do Rio Negro participaram das atividades, representando suas comunidades e associações, correspondendo às cinco coordenadorias da região de abrangência da Foirn. (veja quadro no final do texto com a lista das comunidades e associações que participaram do curso).

Leia mais em:
http://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/foirn-e-isa...

Pimentas

Pimentas

Crédito Adeilson Lopes

Oficinas discutem zoneamento das atividades de pesca no Médio Rio Negro (AM)

set 29 2011

Oficinas discutem zoneamento das atividades de pesca no Médio Rio Negro (AM)
[28/09/2011 17:12]

Realizadas em Barcelos e em Santa Isabel do Rio Negro no mês de setembro, as oficinas de trabalho apontaram resultados de um mapeamento participativo e recomendações sobre conflitos e sobreposição de atividades e interesses associados às diferentes modalidades de pesca. Concluiu-se que o comprometimento de órgãos públicos, a mobilização e articulação dos atores locais é o que definirá o avanço na construção de acordos e termos de conduta e a possibilidade real da execução de políticas públicas para o ordenamento pesqueiro na região.

http://www.socioambiental.org/nsa/detalhe?id=3415

Programa rio Negro do ISA disponibiliza dados georeferenciados para parceiros da Rede Rio Negro

jul 8 2010

Os dados disponibilizados contêm as bases de dados atualizadas do ISA referentes a toponímias, usos, recursos e conflitos na região da Bacia hidrográfica do rio Negro e material mais específico para a região do Médio Rio Negro e sua documentação e metadados.

Produção e comercialização de artesanato pela Associação dos Artesãos do Rio Jauaperi

Cada família de artesãos produz de 300 a 400 reais e cada artesão ganha cerca de 150 reais por mês com essa produção. O artesanato é vendido para Manaus (loja da FVA) e para o exterior (Itália e Escócia). A qualidade dos produtos é priorizada em relação à quantidade